Arquivo da categoria: PROSA

Carro velho


O lado positivo de se ter um carro velho, é que nem o ladrão quer ficar com ele. rs. Eu tive meu carro furtado da rua em frente a minha casa nessa madrugada. A rua que dá acesso ao meu … Continuar lendo

Publicado em PROSA | Marcado com , , , , | Deixe um comentário

Crianças brincando na neve


Há mais de 10 anos, no dia 25 de fevereiro de 2005, eu estava em meu quarto de solteiro na antiga casa dos meus pais, compondo uma canção. Uma atividade normal, rotineira, comum na minha adolescência. Essa veio a ser … Continuar lendo

Publicado em MÚSICAS, PROSA | Marcado com , | 2 Comentários

Peso e Leveza


No livro “a insustentável leveza do ser” o escrito tcheco Milan Kundera nos leva a refletir sobre a ambígua teoria dos contrários de Parmênides, que diz ser o mundo organizado em duplas de contrários (frio-quente, claro-escuro, grosso-fino…) que seriam baseadas no … Continuar lendo

Publicado em PROSA | Marcado com , , , , , | Deixe um comentário

♫ Silence ♪


Helena parou abaixo dos umbrais da porta e sorriu. Disse de si para si que já era. Que já não estava mais ali quem sofreu, quem penou. Pensou rapidamente um verso, uma antiga canção popular, nenhum deles lhe ocorreu no … Continuar lendo

Publicado em PROSA | Marcado com | Deixe um comentário

Augusto


Ah o vento chocando-se contra as cortinas do meu quarto de dormir… Fui saber só hoje da morte do Sinatra… chorei uma lágrima fantasma, o hiato será longo, espero.

Publicado em PROSA, VERSOS | Marcado com , , | Deixe um comentário