Sobre a TV em SC (Túnel do Tempo)

02/11/2007  (retirado do meu blog no GloboOnliners que será extinto nesse mês…)

Desde ontem uma notícia vem causando furor nos veículos de comunicação por aqui: Quatro emissoras que retransmitiam a programação do SBT a partir de fevereiro de 2008 passarão a transmitir o sinal da TV Record. Os defensores do SBT chiam e dizem que os bispos estão querendo dominar o Brasil, fazer um novo monopólio, etc.

Na minha modesta opinião de telespectador, por mais ávida que seja a sede de Edir Macedo para ganhar da Rede Globo, no presente caso ele não teve nada a ver com a história. Segundo o jornal local Notícias do Dia o Grupo Petrelli que é dono da Rede SC, atual repetidora do SBT, está se aliando á RIC, que tem sede no Paraná e é afiliada da TV Record, no intuito de formarem o segundo maior grupo de comunicação do Sul do Brasil para brigarem de igual para igual com o Grupo gaúcho RBS, que é afiliado á Globo e que hoje detêm a liderança na audiência na região.

Sou favorável a competição saudável entre as redes. Monopólios não fazem bem a ninguém. Ainda mais em se tratando do uso de uma arma tão poderosa quanto a mídia televisiva. E no panorama que vislumbro para o próximo ano a promessa é de que o público venha a ganhar. As emissoras que hoje então transmitem a Record aqui no estado passarão a transmitir a programação do Record News e as que hoje são o SBT serão então a Rede Record. Com isso acredito que vai se acirrar a luta não só por anunciantes, mas também pela audiência. E para bater um canal noticioso como o Record News as demais emissoras vão ter de investir em jornalismo de qualidade, com isso a comunidade deve sair ganhando.

Existe é claro uma grande dúvida sobre a forma como o SBT vai reagir, se conseguirá outras emissoras ou se nosso estado vai perder o sinal aberto da rede de Sílvio Santos. De qualquer modo, como já disse, quem deve sair ganhando é o telespectador.

Por aqui a discussão está bombando. Já vi alguns tópicos em comunidades no Orkut e em outros fóruns de mídia do estado. A maioria das pessoas está defendendo passionalmente o canal de sua preferência. Contudo há alguns pontos que devemos levar em consideração.

Quando o ranking da audiência era esse, nada acontecia:
1) GLOBO
2) SBT
3) BAND
4) RECORD

Ninguém falava dos pastores que gritavam coisas sem nexo em louvor á Jesus e muito menos da Record. Em minha opinião há hoje certa discriminação quanto ao credo evangélico, afinal a Globo também faz merchandising religioso (espiritismo), embora de forma sutil e ninguém reclama disso.

Quando o ranking sofreu a seguinte alteração:
1) GLOBO
2) SBT
3) RECORD
4) BAND

Aí começou o falatório. Todos diziam que a Record recebia dinheiro da IURD, que isso era ilegal e vinha um blá blá blá sem fim.

Agora que o ranking é esse:
1) GLOBO
2) RECORD
3) SBT
4) BAND

Muitos fãs do SBT vêm com a prosopopéia flácida para acalentar bovinos dizendo que a contabilidade da Record precisa ser vistoriada, que a IURD “dá” emissoras para a Record . Mas muitos não pensam na acomodação. Sim! Globo e SBT sempre acharam que o ranking da audiência não iria mudar. Acomodaram-se. A Record se aproveitou disso e montou uma programação de boa qualidade . E o resultado: Aumento de audiência, faturamento e ganho de uma posição no Ibope.

Isso gerou a fúria das demais emissoras que farão de tudo para abafar a ascenção da Record. Reafirmo, porém que apesar de tudo, nessa disputa quem deve se beneficiar são os telespectadores. Quem sabe se agora o nível da programação não recebe uma melhora geral? Há claro o risco de as redes apelarem para programas com apelo sexual, por exemplo, para garantirem audiência. Então não vou pôr minha mão no fogo por ninguém. Vamos esperar pra ver. Pois correndo por fora anda há a questão da TV digital. Quem melhor se adaptar sobreviverá…

Sonho com uma TV de qualidade no Brasil. Muitos caminhos na educação poderiam ser abertos através dela…

Quem sabe um dia!

Anúncios

Sobre Tiago Carpes do Nascimento

Brasileiro, casado, vinte e poucos anos, escritor por obrigação e prazer, professor, curioso, eclético em matéria de música, adora livros e filmes inteligentes (instigantes), cristão, conservador, gosta de política, já sonhou ser presidente do Brasil, presidiu comitê municipal de sigla política, mas a desilusão foi tanta que hoje se contenta apenas em contribuir para a melhoria da educação e para o crescimento vegetativo da população, tendo dado o seu contributo em duas ocasiões.
Esse post foi publicado em ARTIGOS, VARIEDADES e marcado , , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s