Deus não foi a missa.

.

.

Deus é gaúcho, já dizia a música do Teixeirinha. O que eu sempre quis saber e nunca soube era se seria colorado ou tricolor. No fundo eu desconfiava que fosse colorado, não um colorado modinha, pós-2006. E sim um autêntico colorado daqueles que até o sangue é vermelho.


Um dia desses tive a confirmação. Encontrei Deus no Beira Rio num domingo de GRENAL. Estranhei. Afinal não é sempre que se encontra Deus. Ainda mais desacompanhado. As narrativas bíblicas sempre colocam Deus no meio de um imenso séquito angelical e coisa e tal. Ali nada disso se via. Parecia ser só mais um em nada diferia dos outros torcedores. Mas tinha nele um ar divino que apesar da camisa sete á primeira vista eu reconheci. Tenho uma tia-avó que disse que a minha aura é muito clara o que me dá certa facilidade em reconhecer manifestações espirituais. Do bem e do mal. Ela até queria me levar numa amiga que é médium e não sei o que, mas quer saber, até aquele domingo eu não acreditava em nada disso.


Fui chegando mais perto e sim, não havia dúvida era mesmo Deus. Acompanhado apenas de dois seguranças, anjos com certeza. Fiquei observando ali nem muito longe pra não deixá-lo fugir, nem muito perto pra não perturbar. Porém em dado momento, quando o trio se encontrava ali nas proximidades do bar perto dos elevadores das sociais eu não me contive e o abordei.


Olá, eu tava aqui te observando e não pude deixar de notar, o Senhor é Deus né?

Eu Sou!


Achei o timbre da voz muito similar a do Cid Moreira, mas não quis comentar nada.


Não é por nada não, mas é que sei lá, eu nunca tinha te visto por aqui e eu venho quase sempre aqui e…

Ah. Em verdade em verdade te digo,

É a primeira vez que aqui venho amigo.

Ah ta. Mas me diz aí. O senhor é colorado?

Mas bá, colorado e dos quatro costados.

Inclusive me associei agora no sábado passado.

E se Deus quiser, digo, se eu quiser, e eu acho que eu quero,

Vamos chegar aos cem mil sócios no ano do nosso “centenério”.

Hum.


Achei que mudar a palavra CENTENÁRIO só pra rimar era forçar a barra, mas sendo Deus Ele bem podia dar-se ao luxo de assim agir. Tentei pensar rápido em alguma coisa pra alongar a conversa. A maioria das pessoas com certeza já elaborou uma série de perguntas que fará se um dia finalmente encontrar Deus pessoalmente. É bobagem. Perda de tempo. Eu também tinha uma lista. Envolvia um monte de questões, falava sobre a taxa de juros, a preservação da Amazônia, o risco-país, a fome na Uganda, a guerra no oriente médio, havia até uma questão sobre a final da copa de 50, mas na hora tudo sumiu. Fiquei olhando embasbacado para a divina face e sabe, ficou um clima meio estranho. Deus com certeza notou e pra quebrar o gelo e não querendo ser mal educado convidou pra tomar alguma coisa no bar. Aceitei. Agora você deve estar pensando que passei dos limites. Imagine! Deus bebendo?! Calma, era apenas uma mineral e sem gás hein? Como se sabe não se vende mais bebida alcoólica nos estádios. Uma pena. Gostaria de saber qual a sensação de tomar uma gelada com o Todo Poderoso…


Mas e aí Deus como é que ta lá o Paraíso?

Ah meu filho aquilo está uma chatice só.

Nos domingos então nem se fala, tenha dó.

Durante a semana ainda a gente até que se distrai

Atende-se uma oração aqui, outra ali o tempo logo vai,

Se bem que desde que com os santos terceirizamos

A procura por nossos serviços anda despencando.

É claro que não dá pra reclamar.

Aliás, seria uma boa se os evangélicos resolvessem assim rezar

Adotando alguns dos santos também.

Imagina! Seria mesmo paraíso para todo o sempre Amém.


Mesmo correndo o risco de ser convidado a uma visitinha permanente ao lar doce lar divino resolvi ir além.


Deus, eu tenho uma curiosidade assim de saber como é que é o céu. O que vocês fazem lá e tal.

Então. O céu é um eterno canteiro de obras em constante ampliação.

Cada um que vai morrendo quando chega lá de volta quer sua mansão

Quer jardim, garagem, playground e tudo o mais.

E o pior é que alguns por nessa vida rezarem demais

Acabam mesmo conseguindo algo até parecido.

Também ajuda ser devoto de um santo meu amigo.

Então quando essas pessoas vão pro outro lado

Já temos de estar com tudo, tudo preparado.

Hum. Entendo, entendo.

E agora com tanta gente que vai nascendo

E outras tantas todos os dias morrendo

O paraíso está com uma explosão demográfica absurda!

Alguns conselheiros já me indagaram com expressão soturna

Por que não determinar de vez o fim do mundo?

Só assim teremos certa paz e sossego profundo.

Mas eu estou esperando. Nosso clube está com uma boa equipe.

Minha esperança é que pra Libertadores se classifique

Seria um desperdício acabar com o sonho do Bi-mundial

Por uma circunstância tão fajuta, tão mesquinha, casual…


Nisso, a torcida começou a fazer um barulho incrível, suspeitei que fosse o Glorioso entrando em campo. Como nem eu nem Deus queríamos perder algum lance, achei que era hora de me despedir e voltar pro meu lugar. Não queria ser inconveniente, vai que Deus me achasse um cara chato e na hora de decidir meu destino resolvesse me mandar para o inferno. Melhor não arriscar. Ele provavelmente teve o mesmo pensamento, pra não dizer que leu o meu, e se antecipou estendendo uma mão firme com um aperto ainda mais firme.


Até mais ver, te conhecer foi um prazer.


Pensei em retrucar que esperava que não fosse tão logo, mas me calei e apenas retribuí o aperto tentando sorrir ante o radiante sorriso divino (Acho que nas horas vagas Deus estrela comerciais de creme dental). Sempre acompanhado dos anjos-seguranças Deus foi entrando ali pelo meio da galera até quase sumir. Seu cabelo muito negro já ia quase se perdendo naquele mar vermelho quando me lembrei de uma última pergunta. Será que existe o Diabo? Cotovelada daqui, empurrão dali me aproximei novamente Dele.


Acredito sim meu filho que exista,

Até ouvi dizer que ele é gremista,

Mas isso pode muito bem estar errado.

Pai da mentira é a alcunha do safado.

Poderia te fornecer uma lista

Onde constassem todas as pistas

Mas não seria muito recomendado

Até porque ele é mesmo um diabo

Algumas vezes ele disfarçado,

Com voz de locutor ultrapassado

Diz por aí que ele é eu.

Não acredite nesse amaldiçoado,

Não passa de um pobre coitado

E ainda por cima ateu.

Anúncios

Sobre Tiago Carpes do Nascimento

Brasileiro, casado, vinte e poucos anos, escritor por obrigação e prazer, professor, curioso, eclético em matéria de música, adora livros e filmes inteligentes (instigantes), cristão, conservador, gosta de política, já sonhou ser presidente do Brasil, presidiu comitê municipal de sigla política, mas a desilusão foi tanta que hoje se contenta apenas em contribuir para a melhoria da educação e para o crescimento vegetativo da população, tendo dado o seu contributo em duas ocasiões.
Esse post foi publicado em PROSA e marcado , , , , , , , , . Guardar link permanente.

3 respostas para Deus não foi a missa.

  1. Adriana disse:

    Então reza para não demorar muito, que é para nao atrazar a publicação, hehe
    Eu gosto muito desse texto e vou fazer algumas propagandas por aí! Confesso que já tentei escrever assim, mas não dá. Estou com invieja, mas é uma inveja boa (juro que isso existe!), viu?!

  2. Emi disse:

    Muito divertido e criativo!!
    Adoreeei!

  3. Pingback: Melhores posts sobre Rivalidade Grenal | Eu vou morrer sem escovar os dentes…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s